UM ANO DE NOVA ÁGUIA, UM ANO E MEIO DE MIL

Foi no dia 19 de Maio de 2008. Perante uma assistência de cerca de duzentas pessoas, na Fundação Escultor José Rodrigues, no Porto, realizou-se o primeiro lançamento da NOVA ÁGUIA…

De então para cá, realizaram-se já mais de uma centena de lançamentos. De Norte a Sul do país e não apenas, como é costume, em Lisboa e no Porto. Mas não só. Estivemos ainda na Galiza e em vários locais do Brasil. Mas não só. Enviámos igualmente dezenas de revistas para Timor e, finalmente, conseguimos agendar alguns lançamentos na África lusófona…

Cada vez mais, a NOVA ÁGUIA voa pois por todo o espaço lusófono. A NOVA ÁGUIA e o movimento que em torno dela se gerou, o MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO. Já com quase um milhar de adesões, de todos os países da CPLP, assim, cada vez mais, fazendo jus ao seu nome…

Cada vez mais participado, e visitado, continua também o blogue da NOVA ÁGUIA. A média já excede as 10 MIL visitas mensais e a tendência é para continuar a crescer…

Por último, uma referência ao terceiro vértice do triângulo NOVA ÁGUIA: a colecção de livros que se tem publicado na Zéfiro. Ainda que de forma mais discreta, tem esta colecção igualmente contribuído para que a NOVA ÁGUIA seja já, cada vez mais, reconhecida como uma marca de excelência no nosso panorama cultural e filosófico…

*

Um ano depois do seu nascimento, o MIL organizou, em parceria com a Associação Mares Navegados, a NOVA ÁGUIA e a Associação Agostinho da Silva, o seu primeiro Debate Público, sobre “O Futuro da CPLP”, em que foram oradores Lauro Moreira e Miguel Real. Um debate muito interessante e muito participado, como se pode comprovar pelo vídeo depois publicado no nosso site:

https://movimentolusofono.wordpress.com/2009/01/25/1%c2%aa-conferencia-publica-do-mil-o-futuro-da-lusofonia-notas-e-video-completo/

Em Fevereiro, o MIL emitiu um Comunicado em defesa da Lusofonia no espaço da Galiza:

https://movimentolusofono.wordpress.com/2009/02/10/comunicado-do-mil-sobre-o-uso-da-lingua-galega-na-galiza/

A esse respeito, salientamos a relação próxima que temos estabelecido com representantes da Academia Galega de Língua Portuguesa, com os quais nos reunimos já na nossa sede (Associação Agostinho da Silva).

Em Março, anunciámos a parceria que havíamos entretanto estabelecido com a AMI: ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL,de modo a publicitar as suas iniciativas, em particular aquelas que decorram no espaço lusófono”:

https://movimentolusofono.wordpress.com/2009/03/10/o-mil-movimento-internacional-lusofono-estabeleceu-uma-parceria-com-a-ami-assistencia-medica-internacional/

No início de Abril, emitimos um novo Comunicado a denunciar a grave situação que se vive na Guiné-Bissau:

https://movimentolusofono.wordpress.com/2009/04/02/novo-comunicado-do-mil-sobre-a-situacao-da-guine-bissau/

No seguimento desta, encontrámo-nos com o Dr. Francisco Fadul, antigo Primeiro-Ministro e actual Presidente do Tribunal de Contas da Guiné-Bissau. Desse encontro emergiu uma nova Petição, dirigida a todos os lusófonos e governos da CPLP:

EM PROL DA CONSTRUÇÃO DE UM ESTADO DE DIREITO DEMOCRÁTICO NA GUINÉ-BISSAU

https://movimentolusofono.wordpress.com/2009/04/18/peticao-em-prol-da-construcao-de-um-estado-de-direito-democratico-na-guine-bissau/

Uns dias antes, havíamos igualmente lançado uma petição em “EM PROL DE UMA VERDADEIRA DEMOCRACIA REPRESENTATIVA [EM PORTUGAL]”, assim procurando complementar posições sobre o espaço lusófono em geral e sobre cada país em particular. Neste caso, sobre Portugal:

https://movimentolusofono.wordpress.com/2009/04/12/peticao-em-prol-de-uma-verdadeira-democracia-representativa/

Igualmente em Abril, a Comissão Coordenadora do MIL foi renovada. Entraram oito novos membros, de modo a emprestar um novo vigor a este projecto. Até ao final do semestre, iremos realizar um outro Debate Público, sobre “Portugal e a Europa”. No segundo Semestre, iremos realizar uma série de conferências de âmbito mais alargado.

Entretanto, continuam os lançamentos da NOVA ÁGUIA, que têm sido momentos privilegiados de encontro da nossa Comunidade e de discussão dos nossos Princípios e Objectivos. O primeiro lançamento do terceiro número foi particularmente participado, já que decorreu no âmbito de um Colóquio realizado na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (“O LEGADO DE AGOSTINHO DA SILVA, QUINZE ANOS APÓS A SUA MORTE”, 03.04.09), em que participaram, entre outros, Adriano Moreira, Amândio Silva, António Braz Teixeira, António Telmo, Fernando Nobre, José Florido, Manuel Ferreira Patrício, Miguel Real, Paulo Borges, Pinharanda Gomes, Renato Epifânio e Valdjiu, dos “Blasted Mechanism”.

A lista actualizada dos lançamentos da NOVA ÁGUIA, bem como das adesões ao MIL, poderá encontrá-la, como sempre, no nosso blogue:

http://novaaguia.blogspot.com/

Os comentários estão fechados.