MIL: Movimento Internacional Lusófono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.
SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa) NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432
Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

Continuar a ler

Presidente da República homenageou Pinharanda Gomes

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, presidiu no Palácio da Independência em Lisboa à sessão de Homenagem ao filósofo, historiador e escritor Jesué Pinharanda Gomes, tendo-o condecorado, a título póstumo, com o grau de Comendador da Ordem de Sant’Iago da Espada. A condecoração foi recebida pela viúva, Judite da Conceição Santos, na cerimónia que teve lugar a 7 de Outubro de 2019, dia em que o filósofo natural de Quadrazais, no concelho do Sabugal, completaria 80 anos de idade. A ocasião serviu, também, para apresentar o livro «Álvaro Ribeiro, Mestre da Arte de Filosofar» da autoria de Pinharanda Gomes.
Sessão promovida pelo Instituto de Filosofia Luso-Brasileiro, Sociedade Histórica da Independência de Portugal, MIL-Movimento Internacional Lusófono, Fundação Lusíada e Nova Águia: Revista de Cultura para o Século XXI.

Lançamento da NOVA ÁGUIA nº 24…

Nova Águia 024 - CAPA FRENTE

Ver Editorial e Índice: https://novaaguia.blogspot.com/

Lançamento: 18 de Outubro, 18h, Palácio da Independência (Lisboa)

A Via Lusófona IV: lançamento no Porto e em Lisboa…

A Via Lusófona IV - CAPA FRENTE

Lançamentos:

28.09.19 – 16h00: Palacete Viscondes de Balsemão (Porto)

01.10.19 – 18h00: Palácio da Independência (Lisboa)

Imagem

7 de Outubro: Celebração dos 80 anos de Pinharanda Gomes

7 Out

Imagem

28 de Setembro, no Palacete Viscondes de Balsemão, no Porto: 6ª sessão do novo Ciclo das “Tertúlias de Cultura Portuguesa”

Cartaz_FL_mensal_Set_web

A voz da Cidadania e da Lusofonia no Parlamento

ren NOS (1)

Aceitei o repto para encabeçar a Lista do “Nós, Cidadãos!” pelo Círculo “Fora da Europa” nas próximas Eleições Legislativas de 6 de Outubro. Aceitei esse repto porque, sem falsas modéstias (costumo dizer que a modéstia é uma virtude suspeita até prova em contrário), tenho um pensamento consolidado sobre o lugar de Portugal na Europa e no Mundo, o que me permitirá fazer uma campanha assente em ideias fortes e novas, o que, como sabemos, é cada vez mais raro num tempo em que as eleições se tornaram quase por inteiro num mero espectáculo, sem qualquer espessura reflexiva. Sendo que, quanto a isso, os nossos “media” têm tido a sua dose de responsabilidade: por um lado, denunciam (bem) a ausência, em geral, de ideias fortes e novas no debate político; por outro, quando elas surgem, muitas vezes as ignoram de forma ostensiva.

O lema da campanha será “A voz da Cidadania e da Lusofonia no Parlamento” e nele se antecipam os dois valores maiores que irão nortear esta candidatura: o da Cidadania e o da Lusofonia. Também aí, sem falsas modéstias, tenho currículo: como membro fundador e um dos actuais Vice-Presidentes do “Nós, Cidadãos!” e membro activo de outras associações cívicas – nomeadamente, da PASC: Plataforma de Associações da Sociedade Civil. No que se refere à Lusofonia, sou Presidente do MIL: Movimento Internacional Lusófono desde a sua formalização jurídica (2010), decerto a instituição de referência na defesa da Lusofonia ao nível da sociedade civil, sou Director da NOVA ÁGUIA, uma revista que, semestre após semestre, desde 2008, valoriza, sem complexos, a cultura lusófona, e integro igualmente outras entidades que, de diversas formas, têm em vista esse Horizonte.

Assumindo, sem qualquer complexo, a nossa dimensão lusófona, não iremos, por isso, renegar a nossa condição europeia. Somos, na Europa, o país com as mais antigas fronteiras. Não precisamos por isso de provar a quem quer que seja, de forma provinciana, que somos “bons alunos” europeus, como tem acontecido. Somos europeus sem nenhum complexo de inferioridade. Em muitos casos, não temos, porém, compatibilizado a nossa condição europeia com a nossa dimensão lusófona – o que tem sido um grande erro estratégico, o maior erro estratégico das últimas décadas. Temos, desde logo, de apoiar a diáspora portuguesa na Europa e no Mundo, que tão ignorada tem sido pela nossa classe política, sendo que Portugal será tanto mais forte na Europa e no Mundo quanto mais fortalecer os seus laços com os povos que partilham a nossa Língua, História e Cultura. Eis, em suma, a visão ampla e aberta sobre o lugar de Portugal na Europa e no Mundo que iremos defender no Parlamento Nacional.

Também no Jornal Público: 

https://www.publico.pt/2019/08/27/opiniao/opiniao/voz-cidadania-lusofonia-parlamento-1884626

E no Jornal de Relações Internacionais (Brasil): 

http://jornalri.com.br/2019-2/a-voz-da-cidadania-e-da-lusofonia-no-parlamento

Imagem

Quatro breves Memórias de Pinharanda Gomes…

image 09.08