MIL: Movimento Internacional Lusófono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de uma centena de milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por mais de meia centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.
SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa) NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432
Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

Continuar a ler

Em Novembro, Livro MIL “Historiografia e Hermenêutica da Filosofia Luso-Brasileira”

AA.VV., “Historiografia e Hermenêutica da Filosofia Luso-Brasileira”, coord. de António Braz Teixeira e Renato Epifânio, Lisboa, MIL/ DG Edições, 2021, 348 pp.ISBN: 978-989-53284-3-7
Obra a ser lançada no XIII Congresso Tobias Barreto: Nos 250 anos de Silvestre Pinheiro Ferreira (1769-1846) | Nos 100 anos de Vilém Flusser (1920-1991) e de Henrique C. de Lima Vaz (1921-2002) | No ano da morte de António Paim (1927-2021)

Ver Programa: https://iflb.webnode.com/novembro-2020-xiii-coloquio-tobias-barreto/

Mais Livros MIL: https://millivros.webnode.com/

Para encomendar: info@movimentolusofono.org

Imagem

Até Dezembro – Ciclo Estudos Culturais, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa…

Memória do “II Congresso Internacional Eça de Queiroz 150 anos” e do Lançamento da NOVA ÁGUIA nº 28…

Sessão de Encerramento, no Palácio Valenças (Sintra) Apresentação do Livro “Eça de Queiroz” (Colecção “Mestres da Língua Portuguesa”) e da NOVA ÁGUIA nº 28: com Jorge Chichorro Rodrigues e Renato Epifânio.

“Roteiro queirosiano”, em Sintra.

Painel on-line, com Maria Serena Felici (Itália).

Painel na Biblioteca Nacional (Lisboa): com Octávio dos Santos, Manuel Gama, César Tomé e Flávio Silva.

Congresso MIL sobre Eça em destaque no Diário de Notícias…

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/10-out-2021/1871-o-ano-em-que-eca-de-queiros-se-tornou-um-caso-serio-14203680.html

28º número da NOVA ÁGUIA, a Revista do MIL…

Antes da Pandemia, em Novembro de 2019, a NOVA ÁGUIA e o MIL (Movimento Internacional Lusófono), em parceria, como é nosso hábito, com outras entidades (académicas, culturais e cívicas), promoveram dois relevantes eventos: o VI Congresso da Cidadania Lusófona e o Congresso Eça de Queiroz, nos 150 anos da abertura do Canal do Suez. No vigésimo oitavo número da nossa Revista, começamos por publicar os melhores textos apresentados, em primeira mão, nesses dois Congressos, que iremos retomar neste ano de 2021: com o VII Congresso da Cidadania Lusófona e o II Congresso Eça de Queiroz – 150 anos, agora a propósito da publicação d’O Mistério da Estrada de Sintra, das Conferências Democráticas do Casino Lisbonense e do início da publicação d’As Farpas.
Em “Outros Vultos”, começamos por publicar mais um marcante ensaio – sobre Antero de Quental e Guerra Junqueiro – de António Braz Teixeira, decerto o maior hermeneuta vivo do nosso universo filosófico e cultural, não só português mas, mais amplamente, lusófono, como mais recentemente se comprova pelos três livros editados, neste último ano, com a chancela do MIL: A Vida Imaginada: Textos sobre Teatro e Literatura (2020); Interrogação e Discurso: estudos sobre filosofia luso-brasileira e ibérica (2021); A saudade na poesia lusófona africana e outros estudos sobre a saudade (2021). Nesta secção, evocamos ainda dois dos nomes maiores da Filosofia Brasileira no último meio século – Miguel Reale e António Paim –, este falecido no derradeiro dia de Abril do ano em curso.
Em “Outros Voos”, publicamos mais de uma dezena de textos, de temática diversa, começando com um excelso ensaio de António José Borges sobre “O que é ser português?”, e, em “Extravoo”, uma entrevista a João de Melo, sobre a forma como tem atravessado, enquanto escritor, o período pandémico. Depois, damos o devido destaque à publicação das “Obras Escolhidas” de Manuel Ferreira Patrício (entretanto falecido em Setembro), provavelmente o acontecimento editorial do ano, e, no “Bibliáguio”, a par de outras publicações recentes, destacamos igualmente a Colecção “Mestres da Língua Portuguesa”, de Jorge Chichorro Rodrigues. Por fim, temos uma nova secção, que se manterá nos próximos números, “Moradas: Caderno poético e visual”, coordenada por Samuel Dimas, Vice-Director da Revista, com a qual iremos reforçar a asa poética da NOVA ÁGUIA, a par da asa ensaística que, já perto das três dezenas de números, mais tem marcado, e notabilizado, este nosso Voo.

Ver Índice: https://novaaguia.blogspot.com/2021/10/nova-aguia-n-28-capa-e-editorial.html

14-15 de Outubro de 2021: 2º Congresso Internacional “Eça de Queiroz, 150 anos”

Programa: https://novaaguia.blogspot.com/2020/09/congresso-internacional-sobre-eca-de.html

12-15 de Outubro, Ciclo de Conferências “Portugal no Oriente”, na Universidade de Aveiro…

Imagem

O MIL e a NOVA ÁGUIA, parceiros da Feira do Livro de Maputo…

Em Outubro, mais um Livro MIL “Mestres da Língua Portuguesa: Eça de Queiroz”, de Jorge Chichorro Rodrigues

“Eça de Queiroz (Mestres da Língua Portuguesa)”, Lisboa, MIL/ DG Edições, 2021, 71 pp.

ISBN: 978-989-53284-2-0


Mais Livros MIL: https://millivros.webnode.com/

Para encomendar: info@movimentolusofono.org

Também no jornal Público: “Manuel Ferreira Patrício (1938-2021): um percurso com sentido”

Saudamos a recente publicação da obra Percursos com Sentido (Janeiro de 2021), promovida pela ANÉIS: Associação Nacional para o Estudo e Intervenção na Sobredotação, sobretudo pela sua pertinência. Com efeito, em tempos de crescente conformismo com a mediocridade, quando não de apologia da pequenez (em particular, nos nossos “mass media”), nada mais pertinente do que, em contra-corrente, apontar para o mais alto, para a excelência.

Em diversas áreas – nomeadamente: Artes, Cidadania, Desporto, Empresariado, Investigação, Ciência e Literatura – são alguns exemplos (ou contra-exemplos porque exemplos em contra-corrente) de excelência que esta obra nos oferece, presenteando-nos com quinze entrevistas a personalidades de referência nessas áreas: Adriano Moreira, Afonso Cruz, Alice Vieira, Ana Pires, Diná Azevedo, Francisca Van Dunem, Fernanda Ribeiro, Filipe Pinto-Ribeiro, Januário Torgal Ferreira, Manuel Antunes, Maria Leonor Pires de Freitas Campos, Nuno Delgado, Olga Roriz, Rui Nabeiro e Sobrinho Simões.

Sem esquecer nenhum dos outros prestigiados nomes que a esta obra deram também o seu contributo – nomeadamente, o autor do Posfácio, António Sampaio da Nóvoa, e os organizadores da mesma, Alberto Rocha, Emílio Ferreira, Jorge Olímpio Bento e Leandro S. Almeida –, seja-nos, porém, permitido destacar aqui o nome de Manuel Ferreira Patrício, nosso Amigo e Mestre, entretanto falecido a 11 de Setembro deste ano, autor do Prefácio com que se inicia este livro, datado de 27 de Agosto de 2020.

Nestes longos meses de confinamento pandémico, muito do nosso tempo foi dedicado à edição das suas “Obras Escolhidas” – seis extensos volumes, de mais de seiscentas páginas cada um, que coordenámos com Samuel Dimas, Professor da Universidade Católica Portuguesa e nosso colega na Direcção do MIL: Movimento Internacional Lusófono, entidade responsável pela publicação. A Antologia foi entretanto finalizada e, por isso, este seu texto, que só agora tivemos a oportunidade de ler, não integra essa edição. O que lamentamos, desde logo por estas suas palavras, que muito nos tocaram: “Retiro-me desta vida com a certeza de que não foi em vão o meu percurso, pois foi um percurso com sentido”.

E daí, talvez não integrássemos o texto: sobretudo, por ser uma evidente “despedida”, que não estávamos ainda prontos para aceitar. Por razões de saúde, Manuel Ferreira Patrício não veio a escrever mais textos. Esperávamos, porém, que não se “retirasse desta vida” e que nos continuasse a iluminar com a sombra da sua presença e do seu exemplo de um “percurso com sentido”. Quando, em Abril deste ano, recebeu, em primeira mão, os seis exemplares das suas “Obras Escolhidas”, vimo-lo sorrir e reiterar isso mesmo: foi, de facto, um “percurso com sentido”. Quando chegar a nossa Hora, tomara que cada um de nós possa dizer o mesmo. Com igual fundamento e convicção.

17 de Abril de 2021, com Samuel Dimas: entrega a Manuel Ferreira Patrício, em sua casa, em Montargil, das suas “Obras Escolhidas”.

Post Scriptum: Professor Catedrático e antigo Reitor da Universidade de Évora, presidente e grande animador e mentor da Associação da Educação Pluridimensional e da Escola Cultural, membro efectivo da Academia das Ciências de Lisboa, do Instituto de Filosofia da Universidade do Porto, do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira e do MIL: Movimento Internacional Lusófono, Manuel Ferreira Patrício, ao longo de uma vida de reflexão, de estudo e de intensa acção cultural e educativa, afirmou-se como uma figura de invulgar relevo no panorama da meditação sobre a formação do homem, que denominou antropagogia, bem como da hermenêutica do pensamento português contemporâneo, como exemplarmente o documentam os seus estudos de referência sobre Leonardo Coimbra, Teixeira de Pascoaes, Fernando Pessoa e António Sérgio, entre muitos outros.

Renato Epifânio

Presidente do MIL: Movimento Internacional Lusófono

www.movimentolusofono.org

O MIL está de luto: Manuel Ferreira Patrício (1938-2021)

Professor Catedrático e antigo Reitor da Universidade de Évora, presidente e grande animador e mentor da Associação da Educação Pluridimensional e da Escola Cultural, membro efectivo da Academia das Ciências de Lisboa, do Instituto de Filosofia da Universidade do Porto, do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira e do MIL: Movimento Internacional Lusófono, Manuel Ferreira Patrício, ao longo de uma vida de reflexão, de estudo e de intensa acção cultural e educativa, afirmou-se como uma figura de invulgar relevo no panorama da meditação sobre a formação do homem, que denominou antropagogia, bem como da hermenêutica do pensamento português contemporâneo, como exemplarmente o documentam os seus estudos de referência sobre Leonardo Coimbra, Teixeira de Pascoaes, Fernando Pessoa e António Sérgio, entre muitos outros.
Tendo falecido a 11 de Setembro de 2021, no Hospital de Elvas, onde se encontrava internado, pôde ainda acompanhar a Edição recente das suas “Obras Escolhidas”, coordenadas por Renato Epifânio e Samuel Dimas, com o apoio de Paulo Santos, e posfaciadas por António Braz Teixeira, Manuel Cândido Pimentel, Hélder Silva, Luís Sebastião, José Esteves Pereira e Jorge Olímpio Bento. Estruturadas em seis volumes e cobrindo cerca de cinquenta anos de produção filosófica, as “Obras Escolhidas de Manuel Ferreira Patrício” (edição do MIL: Movimento Internacional Lusófono patrocinada pelo Grupo Delta) são uma Obra da maior relevância para a Filosofia Lusófona do século XXI. Curvamo-nos perante a grandeza da sua Obra e da sua Pessoa. Até sempre, Manuel Ferreira Patrício.

Missa de corpo presente esta segunda, 13 de Setembro, às 13h, na Igreja Matriz do Montargil, seguindo-se, às 14h, o funeral.

Fotos da sessão dupla na Galiza…

Apresentação em Vigo da revista “Nova Águia” do MIL: Movimento Internacional Lusófono com o presidente Renato Epifânio e do livro “Mudar o mundo” do autor Artur Alonso Novelhe (07.09.2021).

Em Setembro, mais um Livro MIL “Mestres da Língua Portuguesa: Carolina Maria de Jesus”, de Jorge Chichorro Rodrigues

“Carolina Maria de Jesus (Mestres da Língua Portuguesa)”, Lisboa, MIL/ DG Edições, 2021, 144 pp.

ISBN: 978-989-53284-1-3


Mais Livros MIL: https://millivros.webnode.com/

Para encomendar: info@movimentolusofono.org

14-15 de Outubro: 2º Congresso Internacional “Eça de Queiroz, 150 anos”

Ver Programa:

14-15 de Outubro de 2021: 2º Congresso Internacional “Eça de Queiroz, 150 anos” (Programa)

Imagem

4 de Setembro, em Mirandela…