MIL: Movimento Internacional Lusófono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.
SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa) NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432
Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

Continuar a ler

Fotos do VI Congresso da Cidadania Lusófona…

 26 de Novembro, no Palácio Valenças (Sintra): Sessão de Abertura (com Renato Epifânio, Duarte de Bragança, Eduardo Quinta Nova, Adriano Moreira e Zeferino Boal,
 27 de Novembro, no Liceu Pedro Nunes (com representantes de Associações da Sociedade Civil de todos os países e regiões do espaço lusófono).
27 de Novembro, na Casa de Angola: Encerramento do Congresso.

Próximo Livro MIL: “Manuel A. Ferreira Deusdado: Pensamento e Obra”

Manuel António Ferreira Deusdado, filósofo, escritor, pedagogo e publicista, nado em Trás-os-Montes, em 1858, exercitou a pena em diversos domínios, filosofia, pedagogia, história, historiografia filosófica, geografia, etnografia, direito e antropologia, psicologia e pedagogia criminal e correcional, deixando-nos uma obra que impressiona pela diversidade dos campos de saber que o interessaram, cujo cimento de unidade se deverá procurar sobretudo na imagem indelével do educador que foi.

Viveu em Angra do Heroísmo desde 1901 até 1918, ano da sua morte, e aqui se naturalizou açoriano, casando-se e compondo diverso material histórico e etnográfico, que importa à cultura e à literatura açorianas.

A presente obra reúne diversos estudos sobre a sua figura e pensamento, procurando arrancá-lo ao esquecimento, resgatando-o do pó das bibliotecas.

Mais Livros MIL: https://millivros.webnode.com/

Para encomendar: info@movimentolusofono.org

4-6 de Dezembro: V Colóquio do Atlântico…

V Colóquio do Atlântico

Os irmãos Arriaga: Filosofia, História e Literatura

4-6 de Dezembro de 2019 | Lisboa e Horta

Ver Programa:
https://coloquiosdoatlantico.webnode.com/a5%c2%ba-coloquio-do-atlantico/

Fotos do III Festival TABULA RASA…

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e interiores
28 de Novembro, Hotel de Sta. Maria – Sessão de Abertura: com Humberto Silva (Presidente da Junta de Freguesia de Fátima), Luís Albuquerque (Presidente da Câmara Municipal de Ourém) e Renato Epifânio (Comissário do Festival TABULA RASA).

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas a sorrir, interiores

Painel “Literatura e Jornalismo”: com Rita Ferro e Luís Osório.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas e interiores

Painel “Fátima na visão de escritores e jornalistas”: com Joaquim Franco, José Poças das Neves e Agripina Vieira.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e interiores

29 de Novembro – Centro de Estudos de Fátima: Painel Lusófono I.

A imagem pode conter: 4 pessoas, interiores
Escola de Hotelaria de Fátima: Painel Lusófono II.
A imagem pode conter: 16 pessoas, multidão e interiores
Colégio de São Miguel: Painel Lusófono III.
A imagem pode conter: 5 pessoas, interiores

Hotel de Sta. Maria – Painel “O estado do jornalismo regional”, com moderação de Nuno Pacheco (Jornal PÚBLICO).

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, em palco e interiores

Centro Pastoral Paulo VI: Programa “Governo Sombra”.

A imagem pode conter: 12 pessoas

30 de Novembro, Hotel de Sta. Maria: Apresentação da NOVA ÁGUIA nº 24 e de outras obras.

A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas a sorrir, pessoas em pé, sapatos e interiores

Entrega do Prémio “Obras TABULA RASA”, na Categoria de Literatura Infanto-Juvenil, a Inês Barata Raposo.

A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas a sorrir, pessoas em pé, casamento e interiores
Entrega do Prémio “Obras TABULA RASA”, na Categoria de Poesia, a Albano Martins (representado por Conceição Martins).
A imagem pode conter: 16 pessoas, pessoas a sorrir, ecrã e interiores
Entrega do Prémio “Obras TABULA RASA”, na Categoria de Ficção, a Mário Cláudio (representado por Moutinho Borges).
A imagem pode conter: 14 pessoas, pessoas sentadas, ecrã e interiores
Entrega do Prémio “Obras TABULA RASA”, na Categoria de Filosofia, a Manuel Cândido Pimentel.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e interiores
Fernando Dacosta, agradecendo o Prémio Vida e Obra, perante o Júri do Festival: António José Borges, António Ganhão, Luís Lóia, Delmar Maia Gonçalves e Miguel Real.
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas e interiores
Sessão de Encerramento: com José Poças das Neves, Humberto Silva e Renato Epifânio.
A imagem pode conter: 4 pessoas, mesa e interiores
Momento final de confraternização.

PRÉMIOS “OBRAS TABULA RASA 2017-2019”

Prémio Vida e Obra 2019: Fernando Dacosta

LITERATURA INFANTO-JUVENIL: “Coisas Que Acontecem”, de Inês Barata Raposo (Bruaá Editora)

POESIA: “Poemas Escolhidos – 99 poemas”, de Albano Martins (A.23 Edições)

FICÇÃO: “Tríptico da Salvação”, de Mário Cláudio (Ed. Dom Quixote)

FILOSOFIA: “Leonardo Coimbra: Vida e Filosofia”, de Manuel Cândido Pimentel (Universidade Católica Editora)

Próximo Livro MIL: “Manuel A. Ferreira Deusdado: Pensamento e Obra”

image

Manuel António Ferreira Deusdado, filósofo, escritor, pedagogo e publicista, nado em Trás-os-Montes, em 1858, exercitou a pena em diversos domínios, filosofia, pedagogia, história, historiografia filosófica, geografia, etnografia, direito e antropologia, psicologia e pedagogia criminal e correcional, deixando-nos uma obra que impressiona pela diversidade dos campos de saber que o interessaram, cujo cimento de unidade se deverá procurar sobretudo na imagem indelével do educador que foi.

Viveu em Angra do Heroísmo desde 1901 até 1918, ano da sua morte, e aqui se naturalizou açoriano, casando-se e compondo diverso material histórico e etnográfico, que importa à cultura e à literatura açorianas.

A presente obra reúne diversos estudos sobre a sua figura e pensamento, procurando arrancá-lo ao esquecimento, resgatando-o do pó das bibliotecas.

Mais Livros MIL: https://millivros.webnode.com/

Para encomendar: info@movimentolusofono.org

2 de Dezembro: Centenário de José Hermano Saraiva

Ex.mo Senhor Presidente do Movimento Internacional Lusófono – MIL

Prof. Doutor Renato Epifânio

Comemora a Fundação Gulbenkian e a família o centenário de nascimento do Professor José Hermano Saraiva. Dada a ligação de meu Pai à lusofonia gostaríamos de convidar V.Exª a participar, como convidado de honra, na sessão a realizar na Fundação Gulbenkian, no dia 2 de Dezembro próximo, às 18:30, na Sala 1 da Zona de Congressos. Pedimos também o favor de divulgar o acontecimento aos membros do MIL.

Com os melhores cumprimentos,
Rodrigo de Sá Nogueira Saraiva
Professor da Universidade de Lisboa